Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Chá pra tudo

Diariamente atendo pessoas que me pedem dicas e tratamentos para algumas questões.

Pensar um pouco de forma integral também significa pensar fora dos padrões. Precisamos sair do mesmo lugar.

Se você pensa em levar a vida de forma mais natural e equilibrada, não pode procurar algo para curar sua dor.

Precisa navegar pela dor e saber de onde ela veio.

Casos de enxaqueca são frequentes. Não deveriam ser. Não é normal ter enxaqueca.

Mas não adianta você procurar um médico ou um terapeuta pensando em tomar um medicamento (natural ou não) e que vai tirar sua dor sendo que não está disposto a mudar os hábitos.

A CURA existe se você olha para a dor e investiga de onde ela veio. Quando ela começou.

Porquê, de que forma, o que sente quando ela está presente?

É um grande erro a limitação do olhar de muitos profissionais que indicam tal chá para isso, tal óleo essencial para aquilo sem falar de hábitos, meditação, emoções, medos, relações, contentamento, ambiente, tomar água!

Olhar para a saúde bio, psico, social, espiritual é se responsabilizar por ela e perceber a saúde muito além da doença.

Não existe separação entre a sua enxaqueca e um trauma sofrido, uma raiva guardada, uma alimentação desregrada ou uma preocupação excessiva.

Se não está disposto a trabalhar e olhar para a sua rotina e dedicação as mudanças, aquele óleo essencial que aquele vendedor te indicou para aliviar as dores de cabeça constantes, pode aliviar em algum momento, porém a dor sempre virá te visitar para lembrar que outras coisas precisam ter a sua atenção.

Portanto não culpe seu médico ou terapeuta por suas dores. Quando sentir dor, não pense imediatamente na sua consulta.

Mas leve para a consulta a disposição para mudar.

Profissionais de saúde igualmente preenchedores de receitas, estão fadados a extinção e serem substituídos por inteligência artificial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *