Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Independente se você pratica a meditação através de uma religião, de uma cultura, filosofia de vida, de treinamentos em grupos ou individuais através de aplicativos. É favorável à vida.
Vamos falar sobre MINDFULNESS.

Vale lembrar que qualquer treinamento mental sem COMPAIXÃO e sem HUMANIZAÇÃO, pode ser até um treinamento mental para soldados que são enviados às guerras.
Como tudo na vida a RESILIÊNCIA que a meditação pode proporcionar também pode ter o viés negativo caso não tenha AMOR envolvido na prática.

A respiração existe enquanto existirmos. Ter consciência dela e pensar que ela possa ser uma boa troca entre você e o mundo é um despertar.
A resposta de transformar uma respiração em equilíbrio, em cura e em consciência é uma forma de gratidão a vida.

A meditação pode nos proporcionar maior capacidade de discernimento, maior atenção e presença.

Uma prática que já exercitava e recentemente entendi a sua relevância é a “Pausa Transicional”.

Olhe para o seu dia, como ele inicia e o seu andamento. As atividades que realiza tem a tendência de se acumular.

Por exemplo: chega no trabalho e já é recebido com um “pepino” 🥒para resolver. Em seguida é convocado para uma reunião urgente e te entregam um “abacaxi” 🍍para descascar. A sensação qual é ao final do dia com toda aquela salada nas mãos? De exaustão na maioria das vezes. Enfatizando que isso acontece também no dia a dia de alguém que trabalha apenas em casa (com atividades remuneradas ou não).

A PAUSA TRANSICIONAL consiste em desenvolver uma prática consciente onde paramos alguns segundos, respiramos e não levamos o acontecido na sala de reuniões para casa ao final do dia. Paramos a cada transição e os acontecimentos não se acumulam ao longo do dia. Uma prática simples mas que tem alcances inimagináveis na qualidade de vida de quem o faz. 🌿
Inicie apenas respirando profundamente 3 vezes após cada atividade. Fracione o dia em muitas atividades. A cada uma delas, respire. Tenha consciência do que aconteceu há minutos atrás e se prepare para o que vai realizar em seguida. Ciente de que não se resolverá tudo no momento que você deseja e que é inútil trazer os problemas todos nas mãos o tempo todo.

O cérebro usa 20% da energia do corpo, o mindfulness nos permite descartar os pensamentos desnecessários e economizar energia, evitar o desgaste.

“A meditação mindfulness não traz felicidade, mas prepara a pessoa para ter maior resiliência frente a dor e a ansiedade. Permite ao indivíduo ficar bem mesmo quando as coisas não vão bem.” Tamara Russel

Pri Guida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *