“Devemos tomar como guia a natureza, é a ela que a razão observa e consulta.”

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

“Devemos tomar como guia a natureza, é a ela que a razão observa e consulta.

Portanto, dá no mesmo viver feliz ou viver de acordo com a natureza. Que significa essa expressão?

Passo a explicá-la: se preservarmos com cuidado e serenidade nossas qualidades físicas e nossas aptidões naturais, sempre lembrando que são efêmeras e fugazes, se não nos escravizamos a elas e não formos joguete dos objetos externos, se as satisfações adventícias do corpo estiverem para nós na mesma categoria que num campo de batalha os auxiliares e as tropas móveis (cabe-lhes servir, não comandar), apenas nessa medida as coisas são úteis à alma. Que o homem não se deixe corromper pelas coisas exteriores nem dominar-se por elas e admire apenas a si mesmo; que confie em sua energia e se mantenha a postos para qualquer eventualidade; que seja artesão de sua vida; que sua confiança não caminhe sem uma certa ciência, e sua ciência, sem firmeza; que suas decisões sejam sem apelação e seus decretos, sem rasura. Compreende-se, sem que eu precise acrescentar, que um homem assim será equilibrado, ordenado, com uma majestade mesclada de bondade em suas ações.”

 

Sêneca, Da vida Feliz

 

“Dovremmo prendere la natura come guida, e la ragione lo vede e lo consulta.

Pertanto, non vive felice o vive secondo natura. Cosa significa questa espressione?

Passaggio a spiegarlo: se conserviamo con cura e serenità le nostre qualità fisiche e le nostre capacità naturali, ricordando sempre che sono effimero e fugace, se non ci rendono schiavi a loro e non siamo il giocattolo degli oggetti esterni, se le soddisfazioni avventizie corpo sono a noi nella stessa categoria come un ausiliario campo di battaglia e le truppe mobili (è per loro di servire, non di comando), solo per le cose che misura sono utili per l’anima. Quell’uomo non essere corrotto da cose esterne non dominare per loro e ammirare solo se stesso; che ti affidi alla tua energia e aspetti da ogni eventualità; chi è l’artigiano della tua vita; che la fiducia non camminare senza una certa scienza, e la sua scienza, incerto; che le loro decisioni siano senza appello e i loro decreti, senza cancellazione. Resta inteso, non è che ho bisogno di aggiungere, che un uomo sarà equilibrato, ordinato, con una maestà fusione di bontà nelle loro azioni “.

Sêneca, De vida Feliz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *