“Ode à Vida e ao Destino Diálogo com a deusa Fortuna”

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

“Ode à Vida e ao Destino
Diálogo com a deusa Fortuna

Deusa Fortuna- Eu sou aquela que cria e destrona reis e empregadores. Não há benefício nenhum em me adorar. Deixo precavido quem ocupar o topo da roda a segurar rapidamente o seu tesouro, pois estou pronta para fazê-la girar.

Imperador- Eu reino no topo da roda,assim como a deusa Fortuna me destinou. Porém, se a roda virar, poderei estar desprovido de meu poder. Eu recomendo: seja moderado quem estiver no poder, e o medo cairá por terra. Mantenha a honra e continuará sentado no topo da roda, porque esta é a única forma.

Destronado- Eu reinei por muito tempo, então a deusa Fortuna me derrubou e me desproveu de todas as coisas boas. Nenhum amigo permanece ao lado quando um homem cai. Não há confidentes quando você está descendo. Escutem a minha história: eu ganhei, mas perdi minha honra.

Pretendente- Eu reinarei se a Deusa Fortuna me agraciar e mover a roda para mais um cair. Estarei acima de tudo e ditarei as leis do mundo. Quão imenso será meu prazer! Virtude é o que movimenta tais palavras em mim, porque planejo fazer a justiça e punir aqueles que roubam as propriedades dos homens de Deus. Que alegria, eu teria, se fosse possível punir todos eles!

Mendigo- Eu estou sem reinado, sem poder, sem pretensão, estou abaixo da miséria. A deusa Fortuna deserdou-me da vida. Se eu pudesse montar nessa roda, todo mundo seria amigável comigo. Deixe cada qual ter seu destino…eu bem sei…um dia já fui rei.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *