A feiticeira e o golfinho

A Feiticeira e o Golfinho (Parte 1)


Era uma vez …… Uma Feiticeira que nasceu no mundo da magia e tinha como missão fazer o bem. Ela tinha um filho, um Bruxinho lindo, daqueles que se chamam de produção independente e que seguia ao lado dela em todas as curvas da vida. Sempre muito companheiros, viveram sempre perto do mar e da natureza.

Certo dia, a Feiticeira conheceu um Golfinho, dos mais bonitões e quem olhava já imaginava que se um dia virasse príncipe, seria um arraso! Inteligente e com olhar de Escorpião. Tinha futuro!

Com tantos anos vivendo muito próximos, nunca haviam se conhecido. Até que um dia…. plim! Se encontraram e começaram uma linda amizade. Alguns chamavam de amizade, outros davam outro nome, fato é que eles tinham muitas afinidades e passavam longas noites conversando e se conhecendo melhor. Ele sempre rondava a beira da praia para ter aquele bom encontro com a Feiticeira.

Sim, ele como todo Golfinho era um tanto escorregadio e ela, como Feiticeira tinha suas visões e sua bola de cristal. Ambos se encontravam na mesma fase da vida, portanto o tempo foi passando e cada vez mais eles se aproximavam. Mesmo com algumas torcidas contra, algumas falsas princesas que apareciam pelo caminho, com alguns bruxos que tentavam a sorte, eles seguiam juntos.

Até que um dia, mesmo com os altos e baixos de qq relação, eles sonharam em criar uma vida, juntos!

Mas como assim? Um Golfinho e uma Feiticeira? Seria possível?

Então ela teve uma ideia brilhante! Como todas que costumava ter! Que tal se transformar em Princesa, beijar o Golfinho e plim! Estaria feita a magia e tudo seria possível!

E foi possivel! Estavam empolgadíssimos com a união!
Ela se tornou uma linda Princesa e ele um Príncipe que parecia mesmo vir da realeza!

Juntos construíram um palácio que até então não existia. Moravam ele no mar e ela na areia e agora tinham um lugar em comum para começarem uma nova vida.

Viajaram bastante (sempre onde tivesse mar, pois o Golfinho precisava sempre dar uma “salgada” na água), e numa dessas viagens aproveitaram e planejaram ter um bebê.

Logo após a união oficial, digo oficial pois a união já vinha de longa data, uma surpresa! Na varinha mágica que avaliava o HCG das mulheres apareceu 2 tracinhos! Positivo! Foram visitar um especialista para saber se estava tudo certo!

Os planos iam bem até que chegaram para ver o tal bebê na bola de cristal e mais uma surpresa! Eram dois!!

Minha nossa, e agora? Um misto de alegria e desespero tomou conta do casal, mas, seguiram os planos.

Até que um dia, quando foram mais uma vez consultar a tal bola de cristal que conseguia ver dentro da barriga da Princesa, encontraram um pequeno problema.

Os bebês não estavam grandes o suficiente e provavelmente seriam perdidos.

Tristeza profunda abateu os dois e também no Bruxinho, que sonhava já com os irmãos.

Vivendo esse luto e sem entender ao certo porquê, a Princesa/Feiticeira recebeu uma mensagem de um reino muito distante. Uma amiga de muitos anos queria reencontra-la. Puxa vida, ela pensou: “justamente agora que não estou muito no clima”. Mas resolveu se comunicar e quem sabe se animaria um pouco.

Foi quando a amiga escutou sua história e lhe enviou um livro que ela mesma havia escrito! Uma benção! Se chamava: “Perdi meu bebê, porquê?”. Bem, se ela não fosse do ramo e não conhecesse os segredos do universo, depois dessa passaria a ter certeza que a magia existe!

Assim que recebeu o livro que veio trazido pela carruagem do reino distante, leu prontamente! E contava a história daquela velha amiga que tinha passado pela mesma situação!

Depois disso foram ainda algumas tentativas sem sucesso do casal. Mas eles não desistiram e iam fazendo suas magias juntos para que o grande sonho se realizasse!

Até que um dia, após mais um sinal de positivo, encontraram uma amiga do mar, especialista em bebês. A sábia Baleia. Sim porque o universo estava sempre conspirando a favor dos bons encontros daquele casal.

E após alguns olhares detalhados, alguns bons conselhos da sábia amiga…a notícia! Seu bebê estava crescendo forte e saudável.  Era uma menina!

Atônitos e inflados de orgulho, os dois sabiam que não poderia ser diferente! Sim! Trariam ao mundo uma linda Menina !

E assim foi! A menina danada crescia forte e tranquila no ventre da Feiticeira/Princesa deixando o Príncipe/Golfinho todo orgulhoso do feito! O Bruxinho estava esperando a irmã com momentos de euforia, muita alegria. Ele sempre sonhou com isso, mas alem da expectativa também alimentava um pequeno ciúmes.

Foi quando a Sereia que já estava enorme e não cabia mais no ventre da mãe, resolveu nascer! (Aliás esse pode ser um momento de outra história). Mas ela esperou uma data muito especial para a família! Chegou no dia 29 de setembro de 2013. Aniversário de São Miguel, protetor daquela família!

E assim nasceu Serena.
“Menina Serena presente de Deus na minha vida. Desde o ventre da mãe muito amada e querida. Menina Serena linda flor da primavera.
És fruto do amor, tua família te espera!
Alegria e paz, sentimentos profundos.
Que isso e muito mais tragas ao mundo! Serenata para Serena fluindo do meu coração

Talvez um dia esse poema vire canção! ” declamava o Príncipe/Golfinho.

Depois desse dia uma vida nova a todos surgiu! E como todas as histórias sempre existe uma história após o final feliz…

Continua…